Postagem em destaque

Ouça a nova música do Amado Batista "A Saudade tá doendo"

Ouça a nova música do Amado Batista "A Saudade tá doendo" Amado Batista - Pétala - 2024 A Saudade tá doendo - Amado Bat...

AMADO BATISTA O CANTADOR DE HISTÓRIAS ( A DECISÃO )


A decisão ( Continuação 2 )

 Nessa hora, Amado percebeu que havia chagado o momento de alçar voo mais altos.

 - Aqui não dá mais pra ficar. Não tem condições. Dê o que der, eu vou embora para a capital paulista.

 E em 1979, Amado Batista decidiu buscar outros horizontes. Saiu de Goiânia para trilhar novos caminhos em São Paulo.

 Naquele tempo, os discos com músicas de discotecas "tum, tum, tum..." - mencionados pelo cantor - não vendiam mais que 30 mil cópias e ele já vendia aproximadamente 400 mil, um marco para a época.

 Amado já tinha assinado contrato com a Continental e gravado o disco Sementes de Amor (1978), seu quarto álbum, estourado no Brasil inteiro, e mesmo  assim passava por dificuldades em Goiânia.

 Decidido, o cantor ligou para o pessoal da gravadora:

 - Olha, estou indo para São Paulo. Quero ver o vocês vão fazer por mim, por que aqui não dá mais pra ficar. Eu preciso trabalhar e divulgar o disco no país inteiro para conseguir me tornar um sucesso maior ainda.

 Os produtores da gravadora imediatamente apoiaram a decisão e trouxeram-no para São Paulo.

 Quando chegou à megalópole, Amado ficou hospedado em um hotel bem simples, localizado em Santa Ifigênia, no centro da cidade. De maneira alguma o cantor queria se hospedar no Hotel Jandaia, um três estrelas. Vinha do interior e ficou sem jeito de se instalar em um lugar mais requintado.

 - Lá e muito chique, não dá para ir não - dizia o cantos.

 Os produtores insistiram, insistiram até que conseguiram convencê-lo a se mudar para o Jandaia. Amado morou nesse hotel durante três anos e a gravadora pagou todas as despesas do cantor.

 Sucesso nacional, Amado já vendia vários discos e colecionava discos de ouro e de platina. Sua apresentações eram tímidas e reservadas, mesmo assim, ele era presença constante nos programas Almoço com as estrelas, Bolinha, Raul Gil, Silvio Santos, Chacrinha, República Livre do Cerradão, da TV Anhanguerra, programa comandado pelo Cel. Hipopota. E aos poucos ele ia consolidando sua carreira.

 Amado era conhecido no país inteiro.